Artigo 22 de Junho, 2023

Já conhece as vantagens da pré-aprovação de crédito?

No processo de compra de casa, a esmagadora maioria das famílias tem de recorrer ao crédito habitação. Numa primeira fase, mesmo sem ter identificado o imóvel, poderá começar por uma pré-aprovação. E porquê? Vai ganhar tempo – acredite – e uma das vantagens é, logo à partida e através da análise ao seu perfil financeiro, tornar a pesquisa de imóveis mais objetiva. Mas venha daí descobrir como beneficia.

Recorrer ao financiamento para aquisição de um imóvel pode, à partida, retirar algum entusiasmo a pessoas menos informadas nesta temática. Pois bem, a primeira coisa a fazer é recorrer a uma intermediária de crédito que, sem custos, o vai ajudar a encontrar as melhores soluções e poupar-lhe muito tempo – bem como burocracias. Não é um processo propriamente fácil e rápido se o fizer por sua conta, portanto, aceite este primeiro conselho.

MAS QUAIS AS VANTAGENS?

De forma simples, sabendo até que valor lhe é concedido o crédito, a sua pesquisa de imóveis será certamente mais objetiva e eficaz. Ou seja, terá um valor máximo real e ajustado à viabilidade definida pela entidade bancária. A partir daí, será certamente mais fácil definir o tipo de imóvel, as possíveis localizações ou tipologias. Mas não só. Muitas vezes, os compradores perdem oportunidades de compra por terem de esperar pelas respostas da Banca. Ora, neste caso, com uma pré-aprovação de crédito, assim que encontrar a sua nova casa, poderá dar seguimento ao processo sem ter de esperar muito tempo pela aprovação. Estará numa posição privilegiada para comprar a sua nova casa, já que isso significa que está em condições de “fechar” o negócio mais depressa.

DE QUE PRECISA?

Como sugerimos, o melhor será contactar uma intermediária de crédito para fazer, gratuitamente, a gestão do processo. Vai poupar tempo e beneficiar – além da experiência – da maior capacidade negocial da intermediária.

Já quanto aos elementos necessários, digamos que o standard  são os comprovativos de identificação e de rendimentos; isto é, cartão de cidadão, os três últimos recibos de vencimento, uma declaração da sua entidade patronal comprovativa do vínculo contratual, a última declaração de IRS (e respetiva nota de liquidação), extratos bancários dos últimos três meses e o mapa de responsabilidades do Banco de Portugal. Mas isto não quer dizer que a lista se fique por aqui. Por exemplo, aos trabalhadores independentes são solicitados os últimos seis recibos verdes e a declaração de início de atividade. Mas cada caso é um caso.

Independentemente de tudo, a pré-aprovação de crédito é meramente indicativa, ou seja, não vincula a entidade bancária e não representa qualquer contratação de crédito. Mas é um passo inicial para avançar no processo. Estará um passo à frente e as vantagens são muitas, além de ter um documento que comprova efetivamente o seu perfil financeiro em determinado contexto. Se vai recorrer ao crédito, a GOLD by MAXFINANCE encontra as soluções de financiamento que procura. Contacte-nos!